• Literatura

    Livraria Lello: 112 anos de História

    Em 2018, a livraria conseguiu superar o seu recorde de vendas desde o dia em que abriu. O turismo e a crescente procura pela cultura são os principais fatores que justificam o aumento das visitas. Com 112 anos de existência, esta é considerada uma das mais belas livrarias da Europa. A escadaria de madeira, a fachada neogótica que surpreende todos aqueles que por lá passam, o colorido teto de gesso pintado, as prateleiras com livros de A a Z, a longa fila de espera para conseguir entrar e a admiração na cara de todos aqueles que, pela primeira vez, a visitam. Hoje, a livraria Lello é um dos pontos de…

  • Opinião

    Venham com História(s)!

    Ouve-se muitas vezes a célebre expressão “Não me venham com histórias!” ou, quando queremos realçar a nossa incredulidade: “Por favor, achas que acredito nisso? Não me venhas com tretas” (sim, há algumas versões que se adaptam ao nosso grau de cansaço relativo a coisas que se assemelham mais a contos com pontos acrescentados que a verdades factuais). No entanto, há casos em que as histórias ou, melhor dizendo, a História, pode e deve ser invocada, e o significado das frases supracitadas perde-se, porque o necessário é ouvir muita mas MUITA História. Por vezes, achamos que uma situação não tem precedentes ou que algo acontece hoje de modo distinto ao de…

  • Literatura,  Secções

    Desejos e um assassinato

    Muitas raparigas têm medo de ter duas personalidades, mas Marta pensa nisso a cada segundo.
 “Penso que o meu coração se quebrou. Este é o anel que me tiraram e agora estou feliz. Por Deus eu acordei de um sonho que não sei qual era. E sinto que a minha mente foi remexida. Deixo, agora, que o morto perseguido seja feliz.” Marta, com uma lanterna apontada à sua cara, lia este texto de Edgar Allan Poe, com tamanha excitação. – Como é que gostas disso? – perguntou Raquel. – Eu adoro isto. É como um xarope. Saboroso e pegajoso. – respondeu Marta. – É assustador. – comentou Raquel. – É…

  • Literatura

    Inês de Castro

    Desde pequenos que todos ouvimos a famosa história de Pedro e Inês. Quem não sabe contar, em traços gerais, que os dois se apaixonaram apesar de D. Pedro ser casado, que o rei não concordava e por isso mandou matar Inês, que D. Pedro perseguiu os assassinos da sua amada e os matou impiedosamente numa vingança atroz, que Inês de Castro “depois de morta foi rainha” –(Luís de Camões, «Lusíadas»), que a mancha de sangue de Inês ficou, segundo a lenda, para sempre marcada na Fonte dos Amores em Coimbra? A verdade é que a história é composta por muitos outros pormenores e peripécias, que Faustino da Fonseca nos conta…

  • Capital

    À conquista do Castelo

    A fortaleza dos Lisboetas O Castelo de São Jorge encontra-se no bairro do Castelo e é um dos inúmeros monumentos que se deve visitar para tentar conhecer “a cidade das sete colinas”. Esta é uma das zonas mais antigas de Lisboa. É monumento nacional desde 1910. E como é típico nas cidades com traçado muçulmano, para chegarmos ao nosso destino temos de subir bastante e por ruas bem estreitas. “Sou de uma terra com muitas subidas mas as de Lisboa são bem íngremes”, desabafou Juan Delgado ,junto à paragem do 373, bem em frente à porta onde Martim Moniz ficou entalado durante a conquista do castelo aos mouros. Esta porta…

  • Literatura

    Uma livraria cheia de magia

    Na Rua Garrett, no coração da Baixa de Lisboa, está plantada uma das mais antigas livrarias de Lisboa. Talvez vista de fora pareça apenas mais uma das muitas lojas da cadeia Bertrand; mas, assim que passamos o arco da entrada, abre-se à nossa frente um mundo imenso de livros para explorar. A Bertrand do Chiado foi fundada por Pedro Faure em 1732. Muito pode ter mudado nos últimos trezentos anos, mas certamente não o encanto que continua a ter em quem a visita para procurar novas histórias. À entrada encontramos o “Cantinho do Aquilino”, em homenagem ao escritor Aquilino Ribeiro, falecido em 1963, que era cliente assíduo da livraria. Depois,…