• Atualidade

    Previsões mais positivas para o crescimento da economia portuguesa

    A comissão europeia aponta para a melhoria do crescimento da economia portuguesa. As previsões de primavera divulgadas na manhã desta quinta-feira apontaram ainda assim para uma desaceleração do défice no próximo ano, com valores que se estimam ser superiores aos de Mário Centeno. A comissão europeia divulgou hoje as previsões atualizadas em relação às transmitidas no inverno. As diferenças apontam para uma melhoria do crescimento da economia de 2,2% para 2,3% este ano e de 1,9% para 2% em 2019. É uma revisão em alta da economia portuguesa apesar, de a comissão europeia estar menos otimista do que o governo. Este crescimento previsto deve-se ao aumento das exportações e do…

  • Atualidade

    Programa de Estabilidade cria tensão na geringonça

    Em causa está a meta do défice de 0,7% para 2018 defendida pelo governo. Bloco de Esquerda pretende o défice nos 1,1% e quer o reforço do investimento público. Documento é debatido a 24 de abril na Assembleia da República. A intenção do ministro das finanças, Mário Centeno, em cumprir as metas orçamentais exigidas pela Comissão Europeia, presentes no tratado orçamental (que o BE e o PCP sempre recusaram, mas com que o PS se comprometeu) gerou um claro desconforto na maioria parlamentar de esquerda que suporta o executivo de António Costa. Em causa está a regra que implica uma redução anual no défice de 0,25% do PIB (produto interno…

  • Atualidade

    Novo Banco vendido à Lone Star

    António Costa assumiu a venda do Novo Banco à Lone Star numa conferência em S.Bento, acompanhado pelo ministro das Finanças, Mário Centeno. A Lone Star fica com 75 por cento do capital do Novo Banco, investindo mil milhões de euros. Este investimento dividir-se-á por duas fases: a primeira numa injeção de setecentos e cinquenta milhões de euros, enquanto o valor da segunda será de duzentos e cinquenta milhões de euros. António Costa assumiu que a venda cumpriu as condições colocadas pelo Governo, uma vez que ela não terá consequências diretas ou indiretas nas contas públicas, negando encargos para os contribuintes. Caraterizou assim esta solução como “equilibrada”. O necessário reforço do…

  • Atualidade

    O Novo Banco em debate na Assembleia da República

    Troca de acusações, a solução de venda do Novo Banco, a posição de Mário Centeno: esta quarta-feira foi dia de debate parlamentar. Em discussão na Assembleia da República, o Novo Banco foi o centro das atenções. O Ministro das Finanças, Mário Centeno, afirma que a ideia da opção pela venda de 75% do Novo Banco ao fundo norte-americano Lone Star e a manutenção de 25% no Fundo de Resolução foi “o melhor negócio possível perante as circunstâncias concretas”. Cinco dias depois do anúncio do acordo com a empresa Lone Star para a venda do Novo Banco, o Bloco de Esquerda levantou o tema pedindo a “nacionalização do banco”. As reações…

  • Atualidade

    Crescimento do PIB surpreende analistas, mas não Centeno

    Em julho, agosto e setembro, o Produto Interno Bruto cresceu 0,8 % em termos reais, e 1,6 % em relação à mesma altura no ano passado, afirmou o Instituto Nacional de Estatística. “O crescimento mais intenso do PIB refletiu principalmente o aumento do contributo da procura externa líquida, verificando-se uma aceleração mais expressiva das exportações de bens e serviços”, informou o gabinete de estatísticas, comparando-as com as importações de bens e serviços. Deve-se também este crescimento à forma positiva como o contributo da procura externa líquida refletiu o desenvolvimento das exportações, tal como dos bens e serviços. Contactados pela agência Lusa, vários analistas foram surpreendidos pela positiva por estes valores,…

  • Atualidade,  Informação

    Centeno volta a ser ouvido na comissão de inquérito do caso Banif

    Mário Centeno está esta terça-feira a ser ouvido uma segunda vez na comissão de inquérito ao Banif. Em causa está o facto de o PSD ter acusado Mário Centeno de prestar “um depoimento falso” sobre o seu papel na venda do Santander Totta. O ministro das finanças reforça tudo o que já tinha dito e não aceita a “insinuação” de falsidade levantada pelo PSD. Diz encontrar-se “sempre disponível para contribuir para a descoberta da verdade”, pois está “muito confortável com ela”. Na semana passada, o PSD apresentou um e-mail, que, segundo consta, põe em causa o depoimento do ministro das finanças. Desse e-mail consta uma missiva do presidente do Conselho…