“STEP UP: HIGH WATER”

A série “Step Up: High Water” vem dar continuidade aos famosos filmes “Step up”. Produzida pelo Youtube, a série faz bastante sucesso e conta com duas temporadas, cada uma com 10 episódios.

Os nomes sonantes dos produtores, Jenna Dewan e Channing Tatum, os cantores/atores conhecidos do público, Ne-Yo e Naya Rivera, bem como a famosa bailarina Jade Chynoweth, fizeram com que a série ganhasse rapidamente interesse, fama e milhares de visualizações.

“Step up: High Water” relata-nos na sua primeira temporada a história de Tall e Janelle, dois talentosos bailarinos que são obrigados a abandonar a sua terra natal, Ohio, e a mudar-se para Atlanta. É em Atlanta que descobrem a existência de uma escola de dança, a “High Water”, que posteriormente irão frequentar. “High Water” é o palco principal de todo o drama, de toda a dança e de todos os sonhos, principalmente o de participar na tour mundial do famoso músico Sage Odom (Ne-Yo).

Resultado de imagem para step up high water
Fonte: Lionsgate

Na segunda temporada, que estreou no passado dia 20, assistimos à preparação da tour de Sage. O que aparentemente seria algo pacífico torna-se em algo dramático porque a competição entre os bailarinos fica ainda mais feroz, visto que todos querem ser a estrela principal da tour.

O regresso de “Step Up: High Water” superou as minhas expetativas e esta segunda temporada é certamente melhor do que a primeira, o que se verifica até nas audiências, uma vez que a segunda temporada bateu todos os records da primeira uma semana após a estreia. Mais drama, romance, reviravoltas e música, mas sobretudo mais cenas eletrizantes de dança, tornaram a série viciante e cativante.

A presença de temas bastante atuais como a homossexualidade, a criminalidade nos jovens, o consumo de substâncias ilegais e também o racismo, leva-nos a refletir e demonstra-nos um lado mais real da série que não trata apenas a dança e a sua competitividade.

Apesar de ser uma série de sucesso, “Step Up: High Water” não é muito popular em Portugal e por isso mesmo a recomendo a todos aqueles que gostem de séries de dança que conjugam mistério, romance e drama.

Artigo revisto por Rita Serra

Artigos recentes

Era uma vez

Versão em forma de tributo de uma Hollywood em transição da sua fase clássica para uma nova era mais escura. O “nono” de Tarantino não

Ler mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *