• Media

    5 séries que podes ver na televisão

    Este sábado, dia 21 de novembro, celebra-se o Dia Mundial da Televisão e eu trago-te 5 sugestões de séries que consegues ver nos diversos canais de televisão. Muito embora hoje em dia todos vejamos a maior parte das séries nas plataformas de streaming, como Netflix ou HBO, também nos canais de cabo estão no ar as mais recentes temporadas de séries e reposições de algumas séries mais antigas. “Anatomia de Grey“ Em “Anatomia de Grey”, os médicos do Grey Sloan Memorial Hospital lidam com a vida e a morte todos os dias. É uns nos outros onde encontram conforto, amizade e, por vezes, romance. A série conta diversas histórias sobre…

  • Media

    Emily In Paris

    Emily in Paris estreou na Netflix no passado dia dois de outubro e tem dado muito que falar: desde os outfits da personagem principal à forma como Paris é retratada. Esta comédia romântica segue a vida de Emily (Lily Collins), uma jovem natural de Chicago, que consegue o seu trabalho de sonho em Paris. Ao longo de dez episódios, acompanhamos a rotina de Emily: desde o trabalho numa agência de Marketing às novas amizades e um novo interesse amoroso, tudo isto conjugado com outfits arrojados. Com uma premissa assim, é inevitável que esta seja mais uma série sem grande história e apenas tenha entretenimento na sua forma mais pura. Contudo,…

  • Media

    Get Even: a vingança

    No passado dia 31 de julho, a série britânica Get Even, produzida pela BBC, chegou à Netflix. Ao longo de 10 curtos episódios, acompanhamos a história de quatro raparigas, Bree Deringer (Mia McKenna-Bruce), Margot Rivers (Bethany Antonia), Olivia Hayes (Jessica Alexander) e Kitty Wei (Kim Adis).             As jovens juntam-se para formar um grupo chamado DGM (Don’t Get Mad), com o objetivo de expor as injustiças que ocorrem na escola e assim conseguirem vingar-se. Daí que o principal slogan do grupo seja “We don’t get mad. We get even”.             A premissa, à primeira vista, parece bastante básica, já para não falar de que existem dezenas de outros filmes e…

  • Media,  Secções

    Love is Blind: Será que o amor é realmente cego?

    Love is Blind é um reality show da Netflix que tem como premissa provar que o amor é cego. Os apresentadores deste programa são um conhecido casal – Nick e Vanessa Lachey – que aparece apenas ocasionalmente para falar com os concorrentes. Os dez episódios desta série deixam-nos colados ao ecrã e os finais são realistas, tal como esperávamos.  30 solteiros, todos de Atlanta, vão viver numa casa dividida em dois espaços: um exclusivo para as mulheres e outro exclusivo para os homens. Assim, os solteiros de diferentes géneros só se encontram para conversar nas cabines, que estão separadas por um divisor de vidro. Ali têm encontros a dois e…

  • Media,  Secções

    Next in Fashion: o concurso de moda da Netflix

    Next in Fashion é um concurso de moda da Netflix que, ao longo de dez episódios, tenta encontrar um novo designer. Tan France e Alexa Chung são os apresentadores. Embora tenham reunido boas críticas por parte do público, para mim não são uma boa dupla e eram dispensáveis. Os 18 concorrentes, criadores de moda talentosos e com considerável experiência na indústria, competem por um prémio de 250 000 dólares (aproximadamente 227 410 euros). Muitos já trabalharam como ghost designers para celebridades, como Beyoncé, enquanto outros já têm a sua própria marca estabelecida. Um dos poucos aspetos positivos deste programa é o de que os concorrentes são internacionais e vêm um pouco de…

  • Fonte: Alló Ciné
    Media,  Secções

    4 semelhanças entre Prison Break e La Casa de Papel

    Prison Break estreou em 2005 e conta com cinco temporadas. La Casa de Papel estreou em 2017 e conta com três temporadas. Doze anos separam as duas séries, mas será que elas têm algo em comum? Em termos gerais, se trocarmos uma fuga da prisão pelo roubo da Fábrica Nacional da Moeda em Espanha, deixamos de estar no mundo de Prison Break para estar no mundo de La Casa de Papel. Assim, as semelhanças entre as duas séries são facilmente detetáveis, sendo que deixo aqui apenas quatro delas. Michael Scofield e Professor Em ambas as séries encontramos dois homens que têm capacidades intelectuais extraordinárias, o que permite que os planos…

  • Media

    Spinning Out: Enfrentar o gelo

    Spinning Out foi uma das séries que estrearam no início de 2020 na Netflix, e é extremamente viciante. Criada por Samantha Stratton, aborda temáticas pouco retratadas em séries: a patinagem no gelo, o sofrimento psicológico e o cansaço físico intrínsecos ao treino olímpico. Inicialmente, é-nos apresentada Kat, a personagem principal da série, interpretada por Kaya Scodelario, que faz uma interpretação fenomenal e fora da sua zona de conforto. Apesar de muitos a considerarem uma grande patinadora, Kat perdeu a confiança em si mesma após ter sofrido uma grave queda no gelo, que lhe provocou um traumatismo craniano. A vida familiar de Kat também é complicada, já que ela tem de…

  • Fonte: Espalha-Factos
    Media,  Secções

    They´re almost all in this togheter

    Há 13 anos, estreou o primeiro dos três filmes de High School Musical, sendo que o sucesso destes marcou a nossa infância e ainda hoje nos deixa nostálgicos. Uma equipa de basquetebol, um grupo de teatro, a carismática professora de teatro, as músicas e o romance entre os protagonistas Troy (Zac Efron) e Gabriella (Vanessa Hudgens) foram os principais fatores para o fenómeno High School Musical. Este ano, a Disney decidiu que era altura de seguir o lema da música “Start of Something New” e inovar. Assim, com o lançamento da plataforma digital Disney +, surgiu uma nova série musical inspirada nestes filmes. “High School Musical: The Musical: The Series”…

  • Fonte: Quote Catalog
    Media

    The Bold Type: Uma questão de atitude

    Atitude, confiança, carisma, romance, humor, jornalismo, moda, sexualidade e amizade são algumas das caraterísticas de The Bold Type. A série da Freeform conta já com três temporadas e irá lançar a quarta em janeiro de 2020.  Parecendo ter sido inspirada em Sex and the City, esta é uma série que nos apresenta três amigas que trabalham na revista feminina Scarlet. Procuram realizações profissionais e as suas próprias vozes no mundo, mais particularmente na cidade de Nova Iorque. Kat é diretora de redes sociais da revista. Mostra-se bastante determinada a trazer para o conteúdo da marca assuntos políticos e sociais de destaque. Esta ousadia vai pô-la em sarilhos diversas vezes. No…

  • Media

    13 Reasons Why: A desilusão da terceira temporada

    13 Reasons Why, uma das mais polémicas séries da Netflix, estreou no dia 23 de agosto a sua terceira temporada. Se na primeira temporada o grande problema foi a retratação de forma bastante explícita do suicídio da personagem principal, Hannah Baker, (nota: recentemente a Netflix decidiu remover esta cena, substituindo-a por uma menos explicita) e, se na segunda temporada o problema foi o a violência e a representação gráfica da violação de Tyler, nesta terceira temporada não existe apenas um, mas diversos problemas: A tentativa de vitimizar Bryce Walker 13 reasons why regressa com um grande mistério “quem terá morto Bryce Walker?”, acabando por mostrar o vilão da série como…