• Opinião

    Os empadões de Hollywood

      Gostava muito de ser ator, ou de ter a oportunidade de participar num filme, independentemente da dimensão do papel. É claro que não me importava nada de ser ator principal, desde que o enredo e a personagem me interessassem. Escusado seja dizer que também gostava de ser famoso. Gostava de ser reconhecido por alguma coisa, algo que faça bem, e não me importava que fosse por ser ator. Seremos sempre famosos aos olhos dos nossos papás e mamãs, mas nem que seja para escapar à ternurenta tormenta que essa realidade aparenta representar na cabeça de muito adolescente e jovem adulto, ambicionamos um bocado mais do que isso. Eu não…

  • 7ª Arte

    Florida Project (2017)

    Depois de se ter dado a conhecer ao grande público por ter filmado um filme inteiro apenas com telemóveis (Tangerine, de 2015), o realizador Sean Baker volta a mostrar a sua capacidade de fazer muito com pouco no filme sobre o qual escrevo este mês, Florida Project. Desta vez Sean Baker adotou uma abordagem mais tradicional a nível de cinematografia, optando por utilizar câmaras mais “condizentes” com o que é habitual em Hollywood. O que continua a ser visível é a marca de algum amadorismo e marginalidade em relação aos filmes de elevado orçamento que têm marcado panorama cinematográfico, e aí está algo que apenas se pode louvar, pois esse…

  • 7ª Arte

    The Post: Uma visão do presente numa visão do passado

    A meta da corrida aos Óscares acaba apenas em março e The Post, o novo filme de Steven Spielberg, é um dos candidatos mais fortes. Baseado em c, com atuações brilhantes de caras familiares como Tom Hanks e Meryl Streep, esta longa-metragem pode até fazer um paralelo com o presente. Quando o The New York Times divulga um dos estudos mais importantes sobre o envolvimento da Casa Branca na guerra do Vietname, a comunidade americana entra em euforia. Spielberg segue a história do eterno braço de ferro do governo com a liberdade de imprensa. Não seria surpreendente que Tom Hanks e Meryl Streep tivessem atuações fantásticas, mas algo surpreendente é…

  • Opinião

    A 4 Mãos: Liberdade de importunar!?

    Uma rubrica de Opinião escrita a quatro mãos por Maria Moreira Rato e Marcos Melo Maria Moreira Rato (MMR): Nos últimos dias, ouve-se falar na famosa “carta da atriz Catherine Deneuve”. Antes de mais, há algo que tem de ser esclarecido: a carta foi assinada por outras 99 personalidades, como a escritora Catherine Millet ou a cineasta Brigitte Sy. Posto isto, creio que é necessário evocar as frases mais marcantes do dito documento, que surgiu em jeito de resposta ao movimento #MeToo, popularizado na imprensa e nas redes sociais através da denúncia de indivíduos que tenham praticado crimes de foro sexual: “Os homens têm sido punidos, forçados a sair dos…

  • 7ª Arte

    The Disaster Artist (2017)

    Como contar a história de como foi feito aquele que é para muitos o pior filme de sempre? Foi a esta pergunta que James Franco decidiu tentar responder com o filme The Disaster Artist. James Franco veste a pele de realizador, protagonista e produtor para nos mostrar o percurso de Tommy Wiseau desde que conheceu Greg Sestero até que realizou o sonho de fazer o seu próprio filme, The Room. O filme começa em São Francisco, em 1998, ano no qual Tommy Wiseau (interpretado por James Franco) começa a desenvolver uma estranha amizade com Greg Sestero (protagonizado por outro membro do clã Franco, Dave Franco). Os dois amigos conhecem-se numa…

  • 7ª Arte

    Filth (2013)

    Estreou em outubro de 2013 no Reino Unido mas a sua pouca ou quase nula notoriedade em território português fez-me sentir a necessidade de partilhar esta relíquia do cinema independente de 2017 – Filth. Realizado e escrito por Jon S. Baird, o argumento é baseado no livro com o mesmo nome de Irvine Welsh, autor do icónico Trainspotting. Desde cedo se percebe a influência de Welsh na premissa do filme: uma visão depreciativa da vida suburbana de Edimburgo pelos olhos de um protagonista frustrado e em negação, com referências ao sexo, drogas, álcool e corrupção. Contudo, apesar da semelhança dos temas de Filth e Trainspotting, as obras não podiam ser…

  • 7ª Arte

    Emma Stone – a mais recente favorita de Hollywood

    Emma Stone é, de momento, uma das atrizes mais quentes de Hollywood, depois de ter recebido o Óscar para melhor atriz do ano de 2016. Com esta conquista, a carreira da jovem atriz foi catapultada para um outro patamar e, agora que captou a atenção dos maiores entusiastas pelo cinema, todos aguardam com enorme ansiedade e expectativa pelo próximo trabalho da atriz. No entanto, este não é o principal objetivo deste artigo, não. O que nós pretendemos fazer aqui é dar uns passos atrás, até onde tudo começou, e acompanhar a evolução da carreira da atriz americana até ao ponto em que se encontra atualmente.   O Início Emma Jean…

  • 7ª Arte,  Secções

    Trumbo

    Trumbo é um filme biográfico sobre Dalton Trumbo, um guionista em Hollywood que viu o seu nome inserido numa “lista negra”, numa altura em que a indústria cinematográfica vivia com “o medo do comunismo”. O filme é protagonizado por Bryan Cranston e o papel parece ter sido feito mesmo à medida da sua versatilidade. A sua interpretação garantiu-lhe a nomeação da Academia para Melhor Ator Principal e, ainda que este ano encontre adversários de peso na categoria, a sua interpretação é sólida o suficiente para merecer o seu lugar nas nomeações. Trumbo é uma longa-metragem sobre Hollywood que não nos apresenta grandes surpresas. Talvez pelo seu caráter biográfico, manteve-se fiel…

  • 7ª Arte,  Secções

    As irreverências de Tarantino

    Quando se fala de sétima arte, é impossível não se falar de Quentin Tarantino. O realizador americano de 52 anos marcou o mundo do cinema no início da década de 90 com Reservoir Dogs e Pulp Fiction, dois filmes caracterizados por narrativas não lineares, e com a sua icónica imagem de marca revitalizou este tipo de enredo na indústria cinéfila. Polémico, crítico, extremamente criativo e possuidor de uma tremenda cultura cinematográfica, pode-se dizer que Tarantino revolucionou o cinema e vai deixar na sua história um sumptuoso legado que vale a pena ser salientado. É por isso que escrevo este artigo cujo assunto em concreto ainda não descortinei (dou a liberdade…

  • Atualidade,  Informação

    As categorias são vinte e cinco, os nomeados são cinco vezes mais.

    Los Angeles foi palco de nomeações esta quinta-feira. Não foram umas nomeações quaisquer, foram as nomeações para os Globos de Ouro de 2016. Curiosos? Nesta que vai ser a septuagésima terceira edição dos Globos de Ouro, surpresas não vão faltar. Afinal, Lady Gaga está nomeada para melhor atriz na categoria mini série, devido ao seu desempenho em American Horror Story: Hotel. Será a 10 de janeiro que os prémios serão revelados pelo humorista britânico Ricky Gervais. Os prémios atribuídos pela Associação de Imprensa Estrangeira, em Hollywood, são os mais importantes a contribuir para a verdadeira grande meta, os Óscares. As categorias são vinte e cinco, os nomeados são cinco vezes…