• Opinião

    A 4 Mãos: O que fica de 2017?

        Marcos Melo (MM): 2017 está a dar as últimas. 2018 esgueira-se, ao virar da esquina. Foram doze meses recheados de acontecimentos — uns mais mediáticos e outros mais discretos. Nestas lides dos media, é um habitué fazer-se a revista do ano. Por razões compreensíveis, todos os órgãos de comunicação social debruçam-se sobre os mesmos assuntos — e, provavelmente, nós fá-lo-emos, também. Neste artigo, proponho respondermos à pergunta: quando pensas em 2017, de que te recordas? Contudo, não somos obrigados a mencionar o óbvio (podemos ou não fazê-lo).  Assim sendo: Maria, sob o teu olhar, o que marcou 2017?   Maria Moreira Rato (MMR): O acontecimento que surge na…

  • Capital

    De Istambul para Lisboa: Erasmus na ESCS

    Depois de ter passado cinco meses na Turquia de Erasmus, na Universidade de Maltepe, decidi aceitar a sugestão de uma amiga e participar no programa Buddy Erasmus, recebendo e ajudando estudantes de outros países na ESCS. A Selin e a Janset são da Turquia, estudantes de jornalismo na Universidade de Istambul. Chegaram em setembro de 2016, foi a sua primeira em Portugal e descrevem a sua experiência no nosso país como tendo sido completamente diferente da realidade delas. Em todas as minhas experiências internacionais sou muito crítica e opinativa sobre o país, a cultura e gastronomia e por essa razão foi interessante vê-las fazer o mesmo. Sempre que falam de…

  • Atualidade

    Erdogan ameaça UE com abertura das fronteiras a mais de três milhões de refugiados

    O presidente da Turquia ameaça a União Europeia com a intensificação da crise dos refugiados, após anunciado o congelamento do processo de adesão da Turquia a esta organização. O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, ameaça quebrar o acordo de contenção dos refugiados assinado entre Bruxelas e Ancara se a União Europeia mantiver a moção de suspensão do processo de adesão turca aprovada pelo Parlamento Europeu a 24 de novembro. As justificações para tal decisão remontam às reações violentas adotadas pelo governo turco durante a tentativa de golpe de Estado de Julho. Consequentemente, no dia seguinte, 25 de novembro, em Istambul, Erdogan afirma que “o ocidente precisa da Turquia” e…

  • Atualidade,  Informação

    Redes sociais turcas bloqueadas

    O acesso aos WhatsApp, Youtube, Twitter e Facebook na Turquia foi bloqueado esta sexta-feira, tal como várias VPNs (redes de comunicações privadas construídas sobre uma rede de comunicações pública), escreve o TurkeyBlocks – um site turco especializado na monitorização em tempo real da liberdade na internet -, que afirma que também houve restrições no acesso ao Instagram e ao Skype. As interrupções devem-se a limitações de largura de banda, um “estrangulamento” através de servidores nacionais, como a TTNet ou a Turkcell. Apesar de ainda não haver confirmação de ter sido uma decisão do Governo, o bloqueio aconteceu horas depois de aquele ordenar deter dois líderes e pelo menos 13 deputados…

  • Atualidade,  Informação

    Primeira vaga de migrantes e refugiados reenviados hoje para a Turquia

    A primeira vaga de migrantes e refugiados seguiu hoje viagem para a Turquia: saíram esta madrugada das ilhas gregas de Lesbos e Chios quatro barcos turcos com dezenas de migrantes a bordo. O número de migrantes que partiram de Chios, onde algumas dezenas de activistas organizaram uma manifestação, ainda não foi divulgado, mas sabe-se que embarcaram, em Lesbos, 131 pessoas, maioritariamente do Paquistão e do Bangladesh. O reenvio de refugiados para a Turquia cumpre o acordo entre Ancara e a União Europeia, e prevê que por cada sírio repatriado – isto é, por cada pessoa que faça a viagem de forma irregular e seja mandada de volta para o seu…

  • Atualidade,  Informação

    Confrontos entre polícia turca e manifestantes após o Governo ter controlado o maior jornal do país

    Várias pessoas consideraram o controlo do jornal turco Zaman um atentado à independência e à liberdade de imprensa do país As agitações e as tensões sociais agravam-se na Turquia após o Governo ter colocado sob controlo o jornal Zaman, o mais vendido do país, com uma circulação de quase 650 mil exemplares. Depois de a decisão ter sido anunciada, várias pessoas foram para as portas do jornal mostrar o seu descontentamento, afirmando que foi um “boicote à liberdade de imprensa” do país. 
Mas a manifestação foi travada pela ação da política turca, que não hesitou em utilizar gás lacrimogéneo e balas de borracha para dispersar cerca de 500 protestantes concentrados…

  • Atualidade,  Informação

    Grupo Guerrilheiro Curdo reivindica ataque em Ancara

    Grupo de Guerrilheiros do Curdistão (TAK) pretendem “destruir” o turismo na Turquia e reivindicam o ataque em Ancara. O grupo guerrilheiro curdo, denominado de Falcões da Liberdade do Curdistão (TAK), assumiu a autoria do atentado terrorista contra uma coluna de autocarros militares em Ancara, o qual provocou 28 mortos. O grupo publicou uma declaração na sua página na qual refere que o ataque foi realizado pelo seu Batalhão Imortal: “Em 17 de fevereiro foi efetuado por um guerreiro ‘kamikaze’ um ataque suicida às 18h30 nas ruas de Ancara contra um ‘comboio’ de soldados da república fascista turca”. Acrescentaram ainda que a “ação foi conduzida para vingar as pessoas vulneráveis mortas…”,…

  • Atualidade,  Informação

    Turquia e Rússia estão em conflito

    A Turquia bombardeou, ontem, acidentalmente, um avião russo junto à fronteira da Síria. Alegadamente os russos terão invadido o espaço aéreo turco e bombardearam um caça SU-24, onde um dos pilotos terá morrido e o outro terá sido capturado pelos rebeldes sírios. Um dos agentes militares da Turquia afirmou que a aeronave ignorou os vários avisos feitos e que chegaram mesmo a tentar contactar o avião antes do ataque. Moscovo contradisse a situação e afirmou que o avião não saiu do espaço aéreo sírio e que pode prová-lo: “Temos a certeza de que o avião estava em espaço aéreo sírio, sobre o território sírio, mas seria errado fazer suposições neste…

  • Atualidade,  Informação

    Atentado na Turquia conta com, pelo menos, 86 mortos

    O atentado aconteceu numa manifestação da oposição turca (Fonte:AFP) Ancara, capital da Turquia e centro económico e social do país, foi vítima de duas explosões que provocaram cerca de 86 mortos, em frente à estação principal de comboios da cidade, durante a manhã deste sábado. A notícia foi avançada pela Associated Press, citada pelo The Washington Post, afirmando que estão por volta de 186 feridos nos hospitais. O alvo deste atentado terá sido a marcha a favor da paz cujo início estava previsto para as 12h00 locais (10 da manhã em Portugal Continental) na capital turca. Eram esperadas milhares de pessoas para aderirem à manifestação. A marcha foi convocada por…