“As coisas acontecem muito por acaso”

 Cinerama Peruana foi a sua obra de entrada na literatura portuguesa. Apesar de ter sido lançado há quase um ano, continua a receber críticas bastante positivas, dando um estatuto de talento promissor da ficção nacional a Rodrigo Magalhães. Autor discreto e contido, mas com extraordinária mestria narrativa, Rodrigo aparece sem qualquer background em termos de […]

De que são feitos os Sonhos?

A Biblioteca Municipal Central do Palácio de Galveias esteve movimentada, na tarde de 29 de abril. O frenesim sentia-se logo na entrada: máquinas fotográficas, gravadores, câmaras, e um ou dois jornalistas mais convencionais com um caderno de notas à mão. Alguém deu o sinal, finalmente: “É ele, vem aí”. E quando Manuel Alegre entrou na […]

Realismo Mágico

O realismo mágico surge no século XX e é associado a obras latino-americanas de autores como Arturo Uslar Pietri (considerado o pai do realismo mágico), Jorge Luis Borges, Alejo Carpentier, Gabriel García Márquez, Juan Rulfo e Mario Vargas Llosa, autores estes que viriam a formar o boom da literatura latino-americana. Independentemente da existência de escritores […]

Aparição

“-Porque é que, no silêncio da noite, nos assusta falar em voz alta? Nunca fizeste essa experiência? (…) Era preciso fazê-la. Mergulhados no silêncio noturno, sentimo-nos não existir.” ― Vergílio Ferreira, Aparição Aparição é um romance-ensaio ou romance problema, dividido em três partes: o prólogo, a intriga e o epílogo. Alberto Soares é o protagonista […]

O Repórter do Kiribati

Como as ilhas Kiribati, no Oceano Pacífico, também o jornalismo corre o risco de ficar submerso pela falta de ética e pelas visões distorcidas da realidade. Henrique Monteiro, jornalista e ex-director do Expresso lançou no último mês o seu novo romance, O Repórter do Kiribat. O lançamento do livro contou com a presença de Pedro […]

A Vida Não é Aqui

“… O homem tinha um rosto extremamente belo, (…) tinha os cabelos anelados e (…) a brancura do alabastro em que fora esculpida a estatueta dava à figura qualquer coisa de ternamente feminina ou de divinamente virginal: segundo a inscrição gravada no pedestal, o homem da lira era o deus grego Apolo. (…) A jovem […]

A Geração Beat

América, anos 1950. Antes deles, o fim da Segunda Guerra Mundial. Com eles, o início de uma nova corrente literária que, mais do que isso, foi acima de tudo um fenómeno cultural ilustrativo da mentalidade de toda uma geração: os Beat. O questionar a sociedade, oca, materialista, esteve na origem deste movimento literário, iniciado por […]