• Opinião,  Uncategorized

    A 4 Mãos: Carrilho versus Bárbara – o legitimar da violência doméstica?

    Marcos Melo (MM): Manuel Maria Carrilho, antigo Ministro da Cultura nos XIII e XIV Governos Constitucionais, ambos encabeçados por António Guterres, foi condenado a uma pena de prisão de quatro anos e meio pelos crimes cometidos contra a ex-mulher, Bárbara Guimarães, apresentadora de televisão. Violência doméstica, ameaças, ofensas à integridade física, injúrias e denúncia caluniosa foram os crimes julgados em…

  • Opinião

    Quando ateiam o meu fogo

    Não sou alguém particularmente sério, como já deu para perceber, mais ou menos. Não levo responsabilidades muito a sério, e prefiro fazer aquilo de que gosto mesmo quando tenho prazos a cumprir. Isso traduziu-se num aproveitamento académico mais fraco, mas consegui sempre ser suficientemente decente. Da mesma maneira, sou uma pessoa razoavelmente bem humorada, e gosto de me armar em…

  • Opinião

    Era uma vez um eucalipto

    Esta crónica é escrita ao abrigo do novo acordo ortográfico   Assunção Cristas. O que dizer sobre a atual líder do CDS-PP que ainda não tenha sido dito? 13ª apóstola de Cristo? Fã incondicional da modalidade “assinar documentos sem os ler”? E que tal ministra do eucalipto? Sim, que grande tirada, João! É isso mesmo… O quê? Já lhe chamaram…

  • Opinião

    A 4 Mãos: Adultério no casamento ou na justiça?

      Maria Moreira Rato (MMR): “O adultério de uma mulher é um gravíssimo atentado à honra e dignidade de um homem.” — acreditas que esta frase consta num acórdão do Tribunal da Relação do Porto?   Marcos Melo (MM): O caso é insólito. O que, à partida, parece uma piada de mau gosto (não vivêssemos nós na era das fake…

  • Opinião

    Não é só meter uma cruzinha

    No passado dia 1 de outubro, votei pela primeira vez na condição de cidadão deste país à beira-mar espojado, à espera de que um tsunami o livre deste triste fado. Já tinha votado na condição de cidadão sportinguista e, apesar de ter ficado um pouco pretensioso na altura, não se compara à força do sentimento no momento do meu voto…

  • Opinião

    Venham com História(s)!

    Ouve-se muitas vezes a célebre expressão “Não me venham com histórias!” ou, quando queremos realçar a nossa incredulidade: “Por favor, achas que acredito nisso? Não me venhas com tretas” (sim, há algumas versões que se adaptam ao nosso grau de cansaço relativo a coisas que se assemelham mais a contos com pontos acrescentados que a verdades factuais). No entanto, há…

  • Opinião

    Calcifim

    Antes de mais, vão ter de me perdoar o horrível trocadilho que dá título a esta crónica. Não resisti. Tentarei não repetir, mas deixo-vos sem promessas. Seja por hábito, tortura ou laços familiares, se já acompanham este meu “cronismo” há algum tempo, devem saber que poucas coisas me tiram tão depressa do sério como a pseudociência. Já ebuli a homeopatia,…

  • Opinião

    One More Time With Feeling

    Sempre sofri e sempre sofrerei de uma melomania moderada (que se inclina para o exacerbada) e, portanto, defendo que o ritmo, a melodia, a harmonia e, obviamente, a personalidade e o talento de quem nos transmite esses elementos exercem influência nos seres humanos. Neste artigo não pretendo contar-vos uma história da carochinha em que digo que a 1ª Arte (consoante…

  • Opinião

    De moda em moda, perde-se a nova geração

    Todos nós passamos pela adolescência e pela fase mais imatura, na qual o prato do dia é fazer um disparate que nos ajuda a crescer e que por vezes nem queremos recordar. No entanto, a nova geração tem-nos “brindado” com modas que nos fazem pensar sobre qual o rumo que está a seguir e como se deixa levar por essas…