• Atualidade

    Álvaro Sobrinho suspeito do desvio de quase 500 milhões de euros no caso BESA

    O Antigo administrador do Banco Espirito Santo Angola( BESA) é, segundo investigação da revista  Der Spiegel, responsável pelo desvio de 499 milhões de euros.  O buraco no banco Angolano foi determinante para a queda do império do grupo Espirito Santo. Da documentação a que a revista alemã teve acesso constam extratos bancários e e-mails que indicam diversos movimentos, como um depósito de 277 milhões de dólares em dinheiro de uma conta do BESA, cuja verba seguiu depois para outras empresas ligadas ao empresário Angolano. É, também, referido o levantamento de quase 50 milhões de dólares em numerário de uma companhia controlada por Sobrinho, e o depósito de cerca de metade…

  • Atualidade,  Informação

    Caiu o Passos, levantou-se Costa

    O relógio batia as 17h15 quando o governo de Pedro Passos Coelho caiu na Assembleia da República. A moção levada ao Parlamento pelo Partido Socialista foi aprovada com 123 votos a favor contra 107 contra. O PS, Bloco de Esquerda, Partido Comunista Português, Partidos Ecológico – os Verdes e o Pessoas, Animais e Natureza uniram-se para derrubar a coligação Portugal À Frente, num dia histórico para Portugal. Pela primeira vez que o programa de um governo eleito é rejeitado no Parlamento. As reações não se fizeram esperar e Assunção Cristas, do CDS-PP, através do Facebook avisou: “Prepara-se para governar quem perdeu, numa liderança necessariamente frágil, por falta de respaldo democrático…

  • Atualidade,  Informação

    Pedro Passos Coelho indigitado Primeiro-ministro

    Depois de 18 dias de contactos entre todos os partidos que estão representados na Assembleia da República, Cavaco Silva, Presidente da República, decide indigitar Passos Coelho como Primeiro-Ministro. Foram longos os contactos entre os 7 partidos que irão ser representados na Assembleia da República, havendo alguns consensos e outras discordâncias. Contudo, tendo em conta as conversas que foram surgindo, o Presidente da República (P.R.), Cavaco Silva, comunicou, na quinta-feira, dia 22 de Outubro de 2015, a sua decisão de indigitar Passos Coelho, líder do PSD e da PáF, para o cargo de primeiro-ministro. No comunicado ao país, o Presidente da República afirma: “Lamento profundamente que, num tempo em que importa…

  • Atualidade,  Informação

    António Costa: “O que nos separa não são lugares no Governo, que recusámos desde o início”

    António Costa respondeu hoje à carta de Pedro Passos Coelho e anunciou que sempre recusou lugares no governo. Em resposta à última carta de Passos Coelho, na qual este desafiou o PS a mostrar empenho nas negociações e a dizer com clareza se pretendia entrar numa coligação de Governo com sociais-democratas e centristas, António Costa acusa o presidente do PSD de estar a tentar inverter o peso de ter posto um ponto final nas conversações, acrescentando ainda que as divergências entre os seus partidos não são de lugares mas sim de “reorientação política”. Na carta enviada a Pedro Passos Coelho, o secretário-geral do PS escreveu: “o que nos separa não…

  • Atualidade,  Informação

    Costa trabalha em “plataforma de governo”

    António Costa, secretário-geral do Partido Socialista, continuou nesta segunda-feira a ronda de reuniões técnicas com os partidos com acento parlamentar. Com o objectivo de encontrar uma solução que permita a formação de um governo, Costa reuniu hoje com o Bloco de Esquerda e com o Pessoas Animais Natureza. Catarina Martins, líder do Bloco de Esquerda, afirmou, depois do encontro com Costa, que demorou perto de duas horas, que o “governo de Passos e Portas acabou hoje”, referindo-se assim à possibilidade de um acordo alargado da esquerda assente numa maioria parlamentar. Já o secretário-geral do PS referiu-se a este encontro como “interessante”. Da parte da tarde, Costa rumou à sede do…

  • Atualidade,  Informação

    Jornal de Campanha – 30 de Setembro de 2015

    O candidato do Partido Unido de Reformados e Pensionistas (PURP), António Mateus Dias, apelou esta quarta-feira aos idosos para “abrirem os olhos” e não caírem nas “promessas falsas” dos principais partidos. Numa acção de campanha em Alcântara, o líder do partido disse à Lusa que, do contacto que tem tido com as pessoas, “há muita gente descontente e que quer uma mudança”; “pensamos que alguma coisa irá acontecer”. Ainda por Lisboa, o líder da Coligação Democrática Unitária (CDU), Jerónimo de Sousa, afirmou que quer evitar falar do PS para não lhe provocar “nervos” antes da eleições. “Não vou falar do PS outra vez, depois vocês transmitem isso e o António…

  • Atualidade,  Informação

    Jornal de Campanha – 28 de Setembro de 2015

    Jerónimo de Sousa, líder da Coligação Democrática Unitária (CDU), esteve esta segunda-feira no Porto, num encontro com intelectuais e artistas, onde adiantou aos jornalistas que a proposta fiscal do relatório da União Europeia é “mais um aumento de impostos” e “mais uma forma de empobrecer quem trabalha” para Portugal. O aumento de impostos sobre o consumo também é “injusto porque tanto paga o rico como o pobre”. O líder da CDU acrescenta que a proposta “não vai directamnete aos salários, mas são rendimentos dos trabalhadores e das populações que acabam por ser afetadas com uma falsa igualdade”, pois trata-se de “mais uma distorção do que deveria ser uma política fiscal”…

  • Informação

    SMS da discórdia

    Paulo Portas enviou o seu pedido de demissão a Passos Coelho através de uma mensagem escrita enviada por telemóvel. António Costa enviou uma SMS a um membro da direcção do Expresso em resposta a um artigo de opinião. A revelação feita pela biografia autorizada pelo primeiro-ministro provocou mais um abanão nas relações entre a coligação e a mensagem de demissão irrevogável foi prontamente desmentida pelo CDS, apesar do partido de Portas considerar este um “não assunto”. Ainda sobre este livro se veio a conhecer mais uma polémica: Dias Loureiro é sócio da Alêtheia, a editora que publicou o livro. As relações de Passos Coelho com o ex-líder da Sociedade Lusa…

  • Opinião

    Espírito Espartano

    “Nós não somos a Grécia”, by Passos Coelho… Decorem esta frase. Vai acompanhar-vos, pelo menos, até Outubro. Faz hoje duas semanas, mais coisa menos coisa, que a Coligação da Esquerda Radical, mais conhecida como Syriza, venceu as legislativas gregas. Como se esperava, bateu de imediato o pé à Europa: acabou a austeridade (acabou a mama). Alexis Tsipras fez aquilo que, a meu ver, nós tivemos medo de fazer: dizer basta(!) à Alemanha. Com o ritmo de crescimento económico actual, 0,7% do PIB em 2014, e com a dívida a atingir 180%(!) do PIB demorariam mais de 200 anos a pagar a dívida. Neste momento, a classe média é uma miragem…

  • Opinião

    Portugal: estado não laico ou estado não laico?

    O tempo passa a correr e, sem darmos por ele, já começamos a ver uns enfeites de Natal aqui e ali e o ano de 2014 a chegar ao fim. Mais um ano que passou e mais um ano sem quatro feriados que não têm data prevista de regresso. Esta medida, introduzida pela maioria PSD/CDS, foi algo que me deixou com vontade de dar uma chapada ao Sr. Passos Coelho e uma outra ao Sr. Paulo Portas. Primeiro: a forma como foram retirados os feriados foi a melhor? Segundo: Estará mesmo a valer a pena? Foi em 2012 que o governo de Passos Coelho confirmou a abolição de quatro feriados…