Música

Tate McRae: Do seu quarto no Canadá para o mundo

Com uma música gravada com o seu iPhone, colocado na parte da frente do carro da mãe, Tate McRae grava o seu primeiro videoclipe, cantando debaixo da Torre de Calgary. O single “You Broke Me First” tornou-se rapidamente num sucesso mundial e a artista que existia apenas no quarto da sua casa no Canadá passou a existir em todo o mundo.

Tate McRae começou o seu percurso em 2016, quando se tornou na primeira finalista canadense do programa de talentos americano “So you think you can dance: The next generation”. A sua mãe foi bailarina durante toda a vida e desde os seis anos que a artista começou a dançar. Aos oito começou a competir mais intensamente.

Ganhou o prémio de melhor dançarina feminina duas vezes e mostrou a sua autenticidade nos palcos mundiais, fazendo parte da digressão de Justin Bieber.

A paixão pela dança não bastava e Tate McRae decidiu canalizar o seu talento para a indústria da música. Começou, então, a escrever e a produzir as suas melodias.

No seu quarto, a cantora utilizou as plataformas digitais para expressar o seu talento e alcançar seguidores. Ao dar a conhecer as suas músicas mais originais, Tate McRae conseguiu atingir uma base de fãs que gostavam de a ouvir cantar.

O sucesso do seu primeiro singleYou Broke Me First” inspirou milhares de utilizadores do Tik Tok a criar as suas próprias interpretações da música. Assim, Tate McRae subiu ao Top 100 dos artistas mais transmitidos no Spotify a nível mundial.

Créditos: Genelle Cruz

Também foi com esta música que a artista conseguiu tocar ao vivo na edição virtual do ano de 2020 do MTV Video Music Awards e do talk show americano “Jimmy Kimmel Live” em agosto. Mais recentemente, tocou na MTV European Music Awards, ao lado de artistas como Sam Smith, Doja Cat e Alícia Keys.

Com apenas 17 anos, Tate McRae lançou o seu primeiro EP, alcançou o número três no Top 40 oficial do Reino Unido e foi disco de platina na Austrália.

Apesar das adversidades causadas pela COVID-19, a cantora conta atualmente com 3,29 milhões de subscritores no YouTube. Também as redes sociais Instagram e Tik Tok serviram de palco para o seu talento, face ao impedimento, provocado pela pandemia, de chegar até às pessoas presencialmente.

Apesar de reconhecer o poder das plataformas digitais para alcançar o sucesso, a artista não segue tendências e procura, com as suas músicas, deixar algo próprio e íntimo.

O seu primeiro EPAll the Things I Never Said” foi lançado em janeiro de 2020 e conta com a canção co-escrita por Billie Eilish (“Tear Myself Apart”) e com o seu segundo single: “Stupid”.

A artista lançou também as músicas “Vicious” e “Lie to Me”, em parceria com o rapper americano Lil Mosey e o cantor canadense Ali Gatie.

Tate McRae é um exemplo claro de como uma jovem artista pode crescer através da influência da Internet. Trata-se de uma artista desconhecida a quem bastou o talento para se tornar mundialmente apreciada.

A sua música é reconhecida pela sua aproximação ao estilo pop. Contudo, a cantora não acha esta definição adequada. O seu objetivo é criar histórias e contá-las através das suas músicas. A sua preocupação não é criar músicas que vão ao encontro de um estilo musical em específico, mas dar vida às suas criações.

Tate McRae não procura seguir padrões e quer construir o seu próprio caminho. Se tiver de ser enquadrada no estilo pop, prefere considerar-se uma alternativa desse estilo musical.

Inspirada pela vida real, pelas emoções, pelos amigos e pela atualidade, Tate McRae procura colocar nas suas melodias toda a espontaneidade do momento. As coisas aleatórias podem dar origem a grandes construções musicais e a inspiração pode vir de qualquer lado. A artista deseja crescer profissionalmente e manter-se autêntica no seu percurso!

MTV via YouTube

Imagem de capa / Créditos: Sami Drasin

Artigo por: Joana Saboga Nunes

Artigo revisto por: Miguel Tomás

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *